Início  Fale Conosco!  Mapa do Site          Facebook  Blog Salve Rainha  Youtube  Google Plus +Dermeval Neves  Twitter
  NPDBRASIL - ARTE EM FAZER AMIGOS! QUE DEUS TE ABENÇOE SEMPRE! PAZ! ALEGRIA! AMOR! SAÚDE! AMIZADE! RIQUEZA! TUDO DE BOM PARA VOCÊ E FAMÍLIA! Português-Idioma Original do site  English - Please, use the translator below!
 
Ouvir Música
 
Religião Arte e Cultura Treinamento Web Rádio e TV Guia de Compras Busca NPD-Google Contato

SEJA MEMBRO DA COMUNIDADE NPDBRASIL E AJUDE A RESGATAR VIDAS - CLIQUE AQUI

 
 
Pesquisa Google - NPDBRASIL
Pesquisa personalizada

MENSAGENS DE MOTIVAÇÃO


MENSAGENS NESTA PÁGINA

PSICOTERAPIA NÃO É COISA PRÁ LOUCO!
EXPLICANDO A MENTE
PENSAMENTOS
DILEMA UNIVERSAL



PSICOTERAPIA NÃO É COISA PRÁ LOUCO!

Por: Maria Aparecida Bressani

Fico estupefata que, mesmo estando no século 21, com uma gama de informações extraordinária disponivel, ainda haja tanto preconceito e mal entendido sobre o que seja e para quem seja psicoterapia.   Existe ainda grande resistência por parte das pessoas - mesmo por aquelas que buscam sites, livros ou qualquer outro veículo de auto-ajuda - sobre o fato de entrarem num processo de psicoterapia.

O que ocorre comumente é uma pseudo-precupação, onde a grande ânsia é apenas em tirar a angústia, a ansiedade, o mal estar ou qualquer outro sintoma e não em resolver, efetivamente, o que causa tais sintomas. Quando sugiro para alguém que seria bom que fizesse psicoterapia sempre vem aquela pergunta: "Você acha?...", juntamente com aquele olhar interrogativo como que completando a pergunta "... que eu preciso?" Como se houvesse na minha indicação alguma insinuação de que a pessoa é louca ou coisa parecida.

E devido a este preconceito a pessoa vai se arrastando pela vida e arrastando as situações em que vive, sem conseguir resolvê-las com eficácia e a seu favor. Eu até entendo que o que está por trás deste preconceito em relação à psicoterapia é o medo do encontro consigo próprio, de encarar-se e, consequentemente, de perceber os seus equívocos e suas ilusões sobre si mesmo. Sei também que, além disso, a maioria das pessoas não foi educada para se perceber e se levar a sério (a nossa cultura ainda tem dificuldade em olhar uma criança como alguém perceptivo!).

Outro grande problema que impede as pessoas de ir na busca do processo de psicoterapia é a baixa disponibilidade para si próprio - justamente por não se levarem a sério e às suas reais necessidades. É difícil a pessoa colocar-se disponível para si mesmo, pois tem receio de cortar os fios da teia na qual está preso por tem medo de cair num vazio maior no qual já sente estar. Por isso, cria justificativas lógicas e plausíveis (racionalizações) que, na maioria das vezes, a coloca como vítima da própria vida, sem se dar conta da sua cota de responsabilidade sobre a mesma.

Existe por parte das pessoas, de uma forma geral, uma séria dificuldade em entender que psicoterapia é algo que tem como função ajudá-las no processo natural da vida, que é se desenvolver. Então, assim, ainda existe um certo constrangimento quanto ao porquê da necessidade da psicoterapia. Nascemos com um "projeto de vida", que muitas pessoas chamam de "destino". E qual seria este senão o próprio desenvolvimento da consciência e o colaborar no desenvolvimento da nossa própria espécie? Queiramos ou não esses desenvolvimentos acontecem (da consciência e da espécie) da mesma forma que o desenvolvimento físico também se dá.

O processo de psicoterapia ajuda no curso natural do desenvolvimento da consciência, elevando-a mais rapidamente e, muitas vezes, além da média; eliminando, desta forma, o sofrimento e as angústias vividas ao longo da vida. Isto não significa que não haverão mais problemas, mas, sim, que a pessoa aprende a lançar um novo olhar sobre si e sobre a vida, proporcionado-se satisfatória saúde emocional e boa qualidade de vida.

A psicoterapia é a possibilidade de encontrar-se com seu verdadeiro Eu - que Jung chamou de Self. É a possibilidade de desmanchar as ilusões e as racionalizações sobre seus comportamentos, além de poder compreender as reais motivações que os geraram. É a possibilidade de redirecionar positivamente o fluxo de energia da vida - que na maioria das vezes está represado ou canalizado para situações que são negativas ou até mesmo destrutivas e não proporcionam a verdadeira sensação de bem estar e realização pessoal. É a possibilidade de sair da teia, um emaranhado de fios de "verdades absolutas" estabelecidas (que não o foram, necessariamente, por si próprio e sim, muitas vezes, "herdadas" da família, via educação).

Normalmente, quando essas "verdades" são herdadas e vividas, ou a pessoa segue-as na íntegra, ou faz exatamente o contrário, por assim acreditar que está seguindo o próprio caminho (o que não é verdade, pois os parâmetros continuam sendo os familiares); sobrando a sensação de insatisfação e de vazio constante.

Acredito no trabalho da psicoterapia, justamente porque também já estive do "lado de lá" - no meu próprio processo de psicoterapia - além do meu trabalho como profissional, onde sou testemunha do bem que este processo de desenvolvimento da autoconsciência promove na qualidade de vida de uma pessoa.   Por isso, acredito que psicoterapia é uma modalidade de processo de autoconhecimento que serve para todos, em larga escala, sem restrição de idade ou crença.

A psicoterapia promove ampliação e expansão da consciência sobre si mesmo - elevando o nível de autoconsciência - sobre seu verdadeiro Eu - e, consequentemente, sobre suas reais necessidades e motivações.    Essa ampliação e expansão da consciência levam a um caminho de luz; pois, consciência é exatamente isso: Luz.

Enquanto que quando vivemos ignorantes de nós mesmos (sem o sabermos!), vivemos nas sombras, se não, na própria escuridão; andando pela vida como sonâmbulos, com comportamentos - movimentos, ações e reações – “no automático”.

A psicoterapia é o caminho para o desenvolvimento da luz na própria vida, ou seja, serve como canal para que a pessoa descubra dentro de si todo um potencial ainda desconhecido de si mesma e, a partir daí, aplicá-lo na própria vida. Afinal, só podemos utilizar o que sabemos que temos!

- Apenas quando descobrimos nossos potenciais podemos administrar com tranqüilidade nossas limitações individuais e nos aproximar de nós, enquanto seres humanos que somos. - Apenas quando dissipamos nossos equívocos e ilusões sobre nós mesmos é que podemos nos levar a sério e aí, sim, colocamo-nos à nossa disposição - nos tornamos auto-disponíveis e mais abertos para a vida e para as pessoas.
- Apenas quando conhecemos nossos recursos (tesouros escondidos!), conseguimos tranqüilizar nossa a ansiedade, eliminando o medo do futuro.
- Apenas quando podermos olhar nos nossos olhos - sem medo do que encontraremos no fundo deles - é que conseguiremos viver uma vida mais pessoal e plena, com aplicação adequada dos nossos melhores recursos, proporcionando-nos uma real e boa qualidade de vida, impregnada de amor e respeito.

E com isso todos ganhamos: nós mesmos, as pessoas à nossa volta e a própria humanidade, da qual fazemos parte.

Então, sob este prisma, como alguém pode sequer pensar que psicoterapia é "coisa pra louco"??

Maria Aparecida Bressani é psicóloga e psicoterapeuta Junguiana, especializada em atendimento individual de jovens e adultos, em seu consultório em São Paulo.

Topo da PáginaTopo da Página  -  Voltar página anteriorVolta Página Anterior


EXPLICANDO A MENTE

Por: Izabel Telles

Não existe nada neste mundo feito pelos homens que não tenha sido antes uma criação da mente. Tudo que somos, que atraímos, que vivenciamos, que pensamos nada mais é do que respostas à nossa mente. Nisto reside o nosso poder.

Por isso que venho insistindo há muitos anos com você, caro leitor, cara leitora, que nos acompanha nesta jornada de crescimento e alargamento da nossa consciência, que vigie a sua mente com a atenção de quem zela por um bebezinho. Não descuide um momento sequer. Observe atentamente a tudo aquilo que você tem atraído para a sua vida. E leia nestes efeitos o caráter da sua mente. Troque todos os seus pensamentos obsessivos-negativos por pensamentos obsessivos-positivos. E se voltar a falhar, corrija, tente mais uma vez: sem críticas ou punições. Tente ser melhor, a m o r o s a m e n t e.

Não permita, um só segundo, que sua mente fique sem comandos. Ela não sabe o que faz. E pensa que tudo o que faz faz pelo seu bem. Não que a mente seja nossa inimiga. De jeito nenhum. Ela é o motor da nossa existência. Ela faz tudo o que pode para nos manter vivos. Ela tem sempre um final feliz para os nossos padrões. Mesmo que este final feliz seja uma imagem que ela criou com sua magnífica capacidade de imaginar.

Posso dar um exemplo para que você entenda o que estou a dizer?
Imagine que uma pessoa, Sra. X, passa seus dias repetindo:
- Todo mundo é malandro. Todos querem me roubar. Vamos ver qual o malandro que me aparece hoje para me dar mais um golpe.
O que você acha que vai acontecer?

É como se ela estivesse numa floresta com uma armadilha montada esperando o primeiro coelho passar para o prender na sua armadilha. Ela está atraindo o coelho, pedindo para Deus mandar um coelho bem gordo para ela. E a mente dela vai vibrar, vibrar, vibrar a energia que atrai a mente do coelho e.... mais dia, menos dia, um coelho vai aparecer e ela vai capturar este coelho para ela. E sofrer o bem e o mal que isso vai trazer.

A mente funciona como uma teia de aranha. Já observou uma? A aranha vai construindo fio a fio sua trama. Pacientemente cola com seu gel natural os filamentos formando uma perfeita mandala. E, um dia, quando a teia está pronta ela fica bem no centro espreitando os vôos dos insetos. Ela sabe que irá atrair para a sua teia invisível um deles. E pode apostar: não demora muito e lá estará uma mosca se debatendo, tentando escapar do inexorável.

Nossa mente é igualzinha. Ela vai tecendo dia-a-dia as imagens que qualificam as nossas emoções. Vai construindo nossa rede de padrões e crenças e vai acumulando energia nestas imagens. Elas ficam tão vividas, tão fortes, tão poderosas que explodem cá pra fora criando então a revelação destas imagens. Dando forma e força para os padrões que nós nos impusemos por educação, por imitação, por instinto. Pouco importa. O que importa é que a cada momento nos vemos presos a estes comportamentos aqui fora no mundo. E o que acontece?

Passamos a buscar imediatamente os culpados. Quem foi? Qual é o malandro que vem me roubar agora? Saiba que este “malandro” foi criado pela sua mente e que ela tudo fará para atrair algo semelhante no mundo feito por todos nós.    A escolha é sua!

QUEM E O QUÊ VOCÊ QUER ATRAIR NESTE MUNDO FEITO PELOS HOMENS?

Caro amigo, cara amiga,
Continue fazendo tudo para ver as maravilhas que Deus nos deu. Aposte na inocência, na humildade, na serenidade, na verdade e acima de tudo, aposte em você. Porque o mundo precisa de todos nós para esta imensa jornada onde somos todos uma só mente tentando voltar ao paraíso.     E, se puder, neste momento, reze uma Ave Maria por mim.
Amorosamente,

Izabel Telles é terapeuta holística e sensitiva formada pelo American Institute for Mental Imagery de Nova Iorque. Tem dois livros publicados: “O outro lado da alma”, Editora Axis Mundi e “Feche os olhos e veja”, Editora Agora).

Topo da PáginaTopo da Página  -  Voltar página anteriorVolta Página Anterior


PENSAMENTOS

Por: Acid -

Pensamentos são formas alimentadas pela mente.   Forma, sim, como qualquer matéria, só que sutilizada, em um nível que não podemos perceber. Seguindo esse princípio, então podemos imaginar que o nosso redor está saturado das mais variadas formas-pensamento. Sim, é verdade. Então porque os sensitivos não vêem esse mar de pensamentos? É algo acima da vibração dos espíritos. Se eles mal podem ver os espíritos, que dirá dos pensamentos? Ainda assim, alguns pensamentos conseguem chegar num nível tão baixo de vibração que podem se tornar visíveis para alguns.

O pensamento é o que molda a matéria, agregando seus átomos através da energia da mente. Enquanto a mente mantiver o pensamento, essa forma existirá. É assim que são criadas as coisas nos outros planos. Casas, roupas, armas e até mesmo a forma com que eles se apresentam são moldadas com a mente. No caso das construções, existem os mantenedores, espíritos responsáveis por renovar sempre o pensamento que mantém as formas das cidades espirituais. O mesmo se dá no umbral. O pensamento atormentado das pessoas que vão para aquele lugar (automaticamente, por afinidade, mais nada) é tão terrível que nada de belo pode ser criado. Óbvio... quando estamos deprimidos só queremos nos trancar num quarto escuro.

Mas as regras de Deus são perfeitas (assim no céu, como na Terra), então o que vale pra lá, vale por aqui, certo? Sim, mas não para todos, pois não estamos todos no mesmo grau evolutivo. Como a matéria é mais sutil e maleável do lado de lá, é mais fácil criar e manter formas.

Mas porque aqui na Terra não temos cavaleiros Jedi, pessoas que possam manipular a matéria e a mente? Bem, nós temos, mas geralmente pessoas que alcançam esse nível abandonaram o orgulho e alcançaram um nível de maturidade que as impede de sair por aí levitando maçãs pra ganhar um trocado na TV.    Sai Baba é um bom exemplo. Ele consegue transmutar coisas, moldar outras e fazê-las aparecer em qualquer parte do globo. Como ele mesmo diz, não cria nada, só transforma. Claro, pois só Deus cria (ou foi o big-bang, segundo os cientistas...mas quem criou o big-bang?). Tudo se encaixa na lei da conservação da energia, que nos diz que toda a energia do universo se mantém constante.

Algumas outras pessoas, não tão evoluídas mas com forte poder mental, conseguem fazer o mesmo. Já vi no 'Fantástico' uma mulher que fazia aparecer panelas, galinhas, cacos de vidro, velas, etc., no meio de um monte de algodão, que havia sido vistoriado minuciosamente por um repórter. Sem truques.   Ela também explicou que era um tipo de teletransporte. Nada ali era criado.

O caso Thomas Green Morton é uma incógnita. Muitas e muitas pessoas viram ele fazer coisas incríveis, mas na TV ele só faz aquelas palhaçadas com flashes. Talvez ele tenha algum poder mental que só se manifeste em dados momentos. Mas ele demonstra ser imaturo e malandro o suficiente para ser capaz de fazer “efeitos especiais” só pra aparecer e alimentar seu orgulho (e sua conta no banco). Enfim, um dom mal utilizado, como muitos médiuns que realmente tem contato com os planos espirituais, mas falsificam mensagens somente pra não perder dinheiro, credibilidade ou prestígio. Por isso o espiritismo condena veementemente a invocação de mortos, assim como a Bíblia. Todos os que vem para a mesa o fazem por livre e espontânea vontade.

Se estes textos forem lidos com atenção, verá que o que falei tem relação com a trindade Hindu: Brahma, o criador; Vishnu, o mantenedor das formas, e Shiva, o transformador (conhecido no ocidente como destruidor. Mas nada se destrói, apenas se transmuta)

No final do Século 18 tínhamos muitos fenômenos físicos, realizados para impressionar mesmo, e preparar terreno para a codificação espírita, que viria a seguir. Mesas girantes, que chamamos de fenômeno poltergeist (almas brincalhonas, em alemão), são nada mais que a energia Terrestre colhida dos participantes (médiuns) pelo espíritos para que ele possa interagir com os objetos dessa nossa vibração. Por isso as mesas levantavam, giravam; Ouviam-se batidas, coisas primárias, que quem viu Ghost (Do outro lado da vida) sabe do que estou falando.

Os espíritos trabalham do lado de lá. Ou você acha que é uma vida de prazeres divinos pra uns e o inferno pra outros, sem meio termo? Que fizemos de tão bom aqui para merecermos a recompensa do descanso eterno? Seguindo essa lógica deturpada, provavelmente todos iríamos para o inferno inclusive eu.

Se ficarmos pensando demais no parente ou amigo que desencarnou, estaremos atrapalhando sua evolução, pois o pensamento não conhece barreiras, e chega até eles, estejam onde estiverem. É terrível para quem está tentando se adaptar a uma nova vida no além e constantemente chegam pensamentos carregados de angústia e saudade. O que se recomenda é que se pensem com relação ao seu ente somente coisas boas, dando-lhe forças para que se desapegue da Terra e possa dar o melhor de si no seu novo lar.

Acid é uma pessoa legal e escreve o Blog (Saindo da Matrix). "Não sou tão careta quanto pareço. Nem tão culto. Não acredite em nada do que eu escrever. Acredite em você mesmo e no seu coração.".

Topo da PáginaTopo da Página  -  Voltar página anteriorVolta Página Anterior


DILEMA UNIVERSAL

Por: Eraldo Manfredi

O maior dilema do ser humano é a incógnita que começa com o grande mistério da vida.  O que estou fazendo aqui? De onde vim e para onde vou?

A maioria sempre quer saber por que razão suas vidas são sempre tão marcadas por sofrimentos atrozes, que para muitos começam no nascimento persistindo durante toda vida inclusive tendo que sofrer muito até para morrer. É o caso daqueles que vem ao mundo portando doenças congênitas.

Para outros o sofrimento vem de forma que suas vidas sempre serão marcadas por enormes dificuldades financeiras e por mais que lutem e adquiram nunca conseguem ter tranqüilidade, tendo a sensação que os bens conseguidos escorreguem pelas mãos como uma geleia de néctar precioso, não tendo inclusive nenhum pote para armazená-la.

Outra grande parte da humanidade vive em locais sempre envolvidos por uma das maiores calamidades que assolam a Humanidade que são as guerras, provocadas pelo egoísmo, por sede de poder e manipulações sutis, mas onde geralmente estão escondidos grandes interesses financeiros. Em outras a disputa é feita em nome de Deus, que até hoje, não sei que Deus é esse que deixa que seu povo viva eternamente sofrendo, pois não é possível que crianças, mulheres e idosos tenham de padecer tanto por causa da ignorância, fanatismo e loucura daqueles que conseguem convencê-los que tudo está acontecendo em nome de Deus.

Outros vivem em locais onde o solo não é nada fértil, onde não existe água, o que fará com que não tenham o que comer e beber e ainda gerem seres subnutridos que passarão pelas mesmas dificuldades.   Uma outra parte vive sendo continuamente vitima de assaltos, roubos ou sendo lesada por amigos, sócios, parentes e até por filhos ou pais... quando acham que está tudo bem, lá vem a “tempestade” que arrasa tudo, fazendo com que tenham de recomeçar novamente. Em alguns casos as derrotas já foram tantas que até desistem de recomeçar.

Quem de nós não conhece seres para os quais tudo dá certo, como se a vida fosse sempre um caminho florido e fértil, pessoas que começaram do nada e que cada vez mais terão prosperidade e abundância, com os negócios sempre crescendo, com filhos, pais, maridos, esposas se entendendo e em harmonia; enfim onde tudo é motivo para alegria.

(Estou cansado de ver pessoas bem sucedidas, principalmente no meio artístico, propagarem que vieram do nada e batalharam muito para chegar onde estão... mas como será que lavradores que trabalham de sol a sol para que todos tenhamos alimentos em nossas mesas - as quais muitas vezes são até enfeitadas com flores produzidas por eles - mal tem o que comer!!! Será que batalharam pouco?)

E aquelas domésticas e operárias que saem dos seus lares de madrugada, deixando os seus entes queridos sozinhos, que em muitos casos são pessoas doentes entrevadas em algum leito, não bastando tudo isso, no caminho ainda “depositam” seus filhos nas “creches da vida” onde sabe-se lá o que acontece... Será que batalharam pouco? O mesmo acontece com milhões de profissionais de todas as áreas, que chegarão ao final de suas vidas sem ter um lugar decente para morrer: Será que batalharam pouco?

Tem mais aqueles que nascem com biótipos diferentes dos padrões da sociedade e que ao longo de suas vidas sofrerão chacotas, discriminações e violências de toda espécie.

Se fossemos enumerar todas distorções que existem no planeta, talvez numa única existência não seria possível. Hipóteses, religiões, crenças, dogmas nunca nos deram uma resposta realmente convincente para tudo isso, pelo menos para mim.

Estudo de caso:
Jandira, professora universitária.

Ela é bastante conceituada no meio estudantil na cidade onde atua, pela sua maneira de ministrar suas aulas e veio me procurar somente para querer descobrir esse grande mistério da vida com suas tantas distorções e relatando também um sentimento de ódio muito forte por uma pessoa que nunca tinha lhe causado mal algum.   Sendo sensitiva e já tendo vivenciado muitas experiências extra corpóreas, me propôs realizar o atendimento para - quem sabe - nos trazer algumas elucidações com relação a este dilema que tanto atormenta a humanidade.

Após todo procedimento para que ela pudesse se projetar no astral consciente, ela diz não ter uma forma definida e nem tampouco massa, porém mantém plena consciência de ser ela, informando que ela era formada apenas de energia (o chamado espirito). Solicitei que ela fosse onde eram criados os espíritos.

A explicação que ela me forneceu, eu exemplifico como se fosse uma desintegração nuclear, pois ela via as almas sendo processadas numa quantidade e velocidade indescritíveis.  Pedi que ela se projetasse no núcleo do que ela estava vendo, o que fez com que sua voz fosse ficando muito tênue, o que me obrigou a comandar que saísse de lá.  Quando sua voz voltou a ser audível, disse que por mais que penetrasse naquele núcleo não conseguia chegar ao que podemos chamar de matriz.

Na experiência seguinte resolvemos investigar sobre as distorções citadas acima. Comandei-a para se encaminhar num estágio anterior ao da sua vida atual.  Ao entrar nesta fase ela se vê rodeada por todas as pessoas que fizeram e fazem parte da sua vida atual, familiares em geral, patrões, colegas de trabalho e muitos outros incluindo até um mendigo que ela sempre ajudava.

Perguntei o porquê de tal encontro, e ela me informou que antes de qualquer vinda para uma nova encarnação é feito um combinado entre todos - sempre na presença de uma luz muito forte que ela sentia ser uma energia, tal como ela e todos os outros - mas que somente observava, não interferindo na escolha de cada um.

Segundo seu relato, as escolhas encarnatorias são feitas num processo de vivenciar novas experiências e também para resgatar algo provocado em outras existências, tudo para que nossas almas possam evoluir a um estado final de Amor Absoluto. Contou que muitos, depois do combinado neste estagio, ao reencarnarem resolvem não seguir o que trataram de comum acordo (usando o que chamamos de livre arbítrio) e que não há punição para tal ato, mas que é como estas pessoas ficassem na dependência de uma ou mais matérias na faculdade.

Também me informou que nesse estágio todos têm consciência de todas suas existências inclusive as passadas nos Reinos mineral, vegetal e animal, mas que quando se processa o nascimento isso tudo é armazenado numa parte de nossa alma que nós não vamos utilizar durante a nossa vida (Somente algumas pessoas lembram), mas que quando passamos novamente pelo processo da morte toda essa consciência se manifesta novamente.

Por fim ela definiu todo esse mecanismo como um “moto contínuo”, onde não existe começo nem fim, e sim um processo de reciclagem e renovação do nosso espirito em cada experiência corpórea.

O meu propósito nesse relato não é provar nada e nem gerar polêmica, mas sim passar informações, as quais tive a felicidade de obter durante muitas sessões com a Jandira, a quem muito agradeço.  Acreditar ou não fica por conta de cada um.

Eraldo Manfredi é terapeuta holistico com a capacidade de sintonizar as desarmonias da Alma da pessoa. Ele atende em São Paulo ou à distância.

Topo da PáginaTopo da Página  -  Voltar página anteriorVolta Página Anterior


NOTA DE AGRADECIMENTO

Como já mencionado, este é um site cultural e a  publicação de textos tem a única intenção de mostrar quão rica é a literatura mundial e levar aos usuários da Internet um pouco mais de cultura e conhecimento dos mais variados assuntos.

Agradecemos aos editores dos autores aqui citados a permissão para mencionar trechos ou partes de suas obras. Informamos que mantivemos fiel transcrição de suas publicações originais. Se houver interesse, há espaço reservado para links ou anúncios de suas empresas. Muito Obrigado!

NPDBRASIL Empreendimentos
( Dermeval P. Neves )


Fale Conosco!


Recomende o Site
Recomende

Indique a Amigos
Indique a Amigos

Voltar página anterior

Imprimir esta página

Ir para o topo da página...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VOLTA AO TOPO DA PÁGINA...

 
  Voltar página anterior

Pesquisa Google - NPDBRASIL
Pesquisa personalizada

Mensagem: "O Senhor é meu pastor, nada me faltará!" "O bem mais precioso que temos é o dia de hoje! Este é o dia que nos fez o Senhor Deus! Regozijemo-nos e alegremo-nos nele!". (Salmos)

Ir para o topo da página...  
Copyright 2013 NPDBRASIL    Design by Dermeval P Neves